Woodbridge, USA 19° min 23° max
Faça a busca
por todo o site
Publicado em 29/11/2013 às 23h08
Black Friday bate recorde de queixas

Até o fim da tarde dessa sexta-feira, o Procon, órgão de defesa ao consumidor, registrou mais de 2,1 mil reclamações de consumidores contra falsas promoções da Black Friday. As queixas foram registradas no Reclame Aqui, site destinado ao relato de problemas. A audiência foi tamanha, que o órgão teve que criar uma seção destinada apenas ao relato de problemas às promoções dessa sexta, inspiradas no famoso dia criado pelos Estados Unidos.

Apesar das queixas, a 4ª edição brasileira da Black Friday faturou R$ 174 milhões nas primeiras 12 horas do evento. Só pela internet, no meio da tarde, foram registrados 410 mil pedidos de compra.

Empresas dor de cabeça

O site do Extra liderava o ranking das empresas com mais reclamações no site do Reclame Aqui. Até as 18h, eles registravam mais de 800 reclamações, entre telefone e chat. A rede de hipermercados é seguida pela loja virtual do Ponto Frio e, logo em seguida, pelas Casas Bahia. É possível conferir o ranking completo no site: http://www.reclameaqui.com.br/blackfriday/ranking/.

#deolhonaBlackFriday

Algumas dessas reclamações também foram parar nas redes sociais. Por meio da hastag #deolhonaBlackFriday, os consumidores se uniram a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, para instaurar uma investigação. Segundo a Gazeta do Povo, serão apurados os problemas relatados pelos consumidores, especialmente a “maquiagem de desconto” e, se comprovadas as infrações ao Código de Proteção e Defesa do Consumidor, além da aplicação das penalidades nele previstas, o resultado do trabalho será encaminhado ao Ministério Público do Estado de São Paulo para a apuração dos crimes previstos nos artigos 66 (oferta enganosa) e 67 (publicidade enganosa) do Código.

Tecnologia a favor dos consumidores

Apesar de ter enganado muita gente, a Black Friday levantou muitas suspeitas desde que foi anunciada. Por conta da fama que tem por aqui, jornais fiscalizaram o preço e foram criados aplicativos para detectar falsos descontos.

O app Baixou Agora mostra o histórico das dez últimas atualizações de preços dos produtos. “A grande vantagem é a possibilidade de conferir se o desconto é verdadeiro pelo gráfico de preços. Assim é praticamente impossível uma loja maquiar o preço”, afirma o desenvolvedor do aplicativo, Patrick Nogueira. O serviço ainda avisa por e-mail ou SMS quando um determinado produto atingir o preço desejado pelo consumidor. 

Fonte: Redação
comentários
Mais Lidas
Publika Agenda
Receba Novidades

Receba novidades, ofertas e as últimas atualizações da Publika Brasil

Compartilhe nas Redes Sociais

Divulgue, siga e compartilhe a Publika Brasil